Cães potencialmente perigosos – será verdade?

Quando se fala em animais potencialmente perigosos, deve ter em conta que são assim considerados mais por causa da sua forte estrutura corporal e mandibular, do que pelo seu comportamento.

A verdade é que a maioria dos cães de raças consideradas potencialmente perigosas, podem viver uma vida inteira sem nenhuma ocorrência grave. Aliás, muitas das raças que lhe iremos mostrar encontram-se entre as mais meigas, leais e humildes perante os humanos. Muitos destes cães são utilizados em terapia e são ideais para o convívio com crianças.

dogs-untitled-rottweiler-puppy-gallery

Então, o que podemos concluir? Que o ambiente do cão é importante. Quando os donos são justos, cuidadosos e carinhosos com o seu animal, dificilmente ele irá transformar-se numa criatura perigosa e agressiva. Um tutor informado e diligente faz, quase sempre, toda a diferença.

 

Animais potencialmente perigosos 

É todo o animal que devido às características da sua espécie, comportamento agressivo, tamanho ou potência de mandíbula, possa causar lesão ou morte a pessoas ou a outros animais.

 

A lei considera como potencialmente perigosas as seguintes raças de cães: 

– Cão de Fila Brasileiro

– Dogue Argentino

– Pitbull Terrier

– Rottweiler

– Staffordshire Terrier Americano

– Staffordshire Bull Terrier

– Tosa Inu

Também: Os animais pertencentes a estas raças, e os cruzamentos de primeira geração, os cruzamentos destas entre si ou cruzamentos destas com outras raças, resultante numa tipologia semelhante.

 

Obrigações Legais

O registo e licenciamento dos cães destas raças são obrigatórios. O detentor destes cães tem de ser maior de 16 anos. É obrigatório possuir 1 licença especial, obtida anualmente, na junta de freguesia da área de residência.

Para saber mais informação, clique no link abaixo para ler o nosso artigo:

Cães potencialmente perigosos – o que diz a Lei?

Agora um pouco mais de informação sobre cada uma das raças nomeadas!

 

CÃO DE FILA BRASILEIRO 

fotos-fila-brasileiro_6

Origem – Brasil

Utilização – Cão de guarda, gado vacum, caça grossa.

Aspecto – Molossóide; estrutura óssea poderosa, compacto, grande agilidade.

Proporções – Chanfro mais curto que crânio; corpo ligeiramente mais comprido que alto.

Temperamento – Valente e determinado; obediente e fiel, é muito característico ser desconfiado com estranhos. Olhar fixo e penetrante, calmo, seguro de si mesmo.

Movimento – Passo largo e elástico (tipo camelo). Trote fácil e harmonioso. Galope poderoso, alcança grande velocidade com rápidas mudanças de direção.

Machos –  65-75 cm, 50 Kg.

Fêmeas –  60-70 cm, 40 Kg.

Não confunda com:

Bloodhound C+úo de S Huberto                    Dogue alem+úo

Bloodhound (Cão de S. Huberto)                   Dogue Alemão

 

“O Fila Brasileiro, como o nome diz, é uma raça criada no Brasil. Ele é uma mistura de cães pastores, Mastiffs, Bulldogs e Bloodhounds, que foram trazidos por colonizadores portugueses. Eram usados para pastorear gado, proteger casas (cães de guarda), caçar grandes felinos e ajudar a polícia.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

 

DOGUE ARGENTINO 

Untitled design (1)

Origem – Argentina

Utilização – Caça maior (montaria)

Aspecto – Molosso; robusto, atleta, potente musculatura, reação rápida.

Proporções – Harmónico; chanfro do comprimento do crânio; corpo ligeiramente mais comprido que alto; linha dorsal horizontal.

Temperamento – Alegre, humilde, consciente do seu poder; dominante, compete território com outros machos, astuto, silencioso, aguerrido e valente.

Movimento – Ágil e firme rápido nos reflexos; passo pausado, trote amplo, galope potente.

Machos – 62-68 cm

Fêmeas – 60-65 cm

Não confunda com:

BOXER-BRANCO-02               Dogue-Alem+úo-Arlequim-01

  Boxer Branco                                             Dogue Alemão

 

“O Dogue Argentino é extremamente fiel aos donos, aprende comandos com facilidade e é muito paciente com crianças. Mas como são muito grandes, não se recomenda deixá-los sozinhos com crianças pequenas. Não é um cão agressivo com a sua família e não fará muita festa com pessoas que não conhece ao visitarem sua casa. Tem pouca tolerância quando o seu território é invadido por estranhos.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

 

PITBULL TERRIER (American Pitbull Terrier) 

Untitled design

Origem – EUA

Utilização – Antigamente como cão de luta. Atualmente tem sido utilizado como cão de terapia para doentes.

Aspecto – Peito largo, musculoso, ágil, compacto.

Proporções – Médio, físico poderoso, grande força e muita energia.

Temperamento – Inteligente e fiel ao dono. Resistente, autoconfiante, entusiasta e alegre. Tenaz, corajoso, brincalhão e muito teimoso. Agressivo e dominante com outros cães.

Movimento – Trote suave, poderoso, fácil com boa propulsão de posteriores.

Macho/Fêmea: 46 a 56 cm.

Macho – 16 a 30 kg.

Fêmea – 13 a 25 kg.

 

“Na verdade o pit bull é um cachorro entusiasmado com todas as coisas e tem muita vontade de agradar a sua família. É um cão de companhia notável e ama crianças.”  

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

 

ROTTWEILER

dogs-areo-young-age-rottweiler-rottweiller-hd-background

Origem – Alemanha

Utilização – Cão de companhia, serviço e trabalho (antigamente, proteção e defesa, e condução de grandes rebanhos).

Aspecto – Robusto, porte médio a grande, compacto, forte, ágil e resistente.

Proporções – Corpo ligeiramente mais comprido que a altura.

Temperamento – Amigável, obediente, autoconfiante e corajoso; atento a tudo o que o cerca, reage com grande presteza.

Movimento – Trotador; seguro, potente, passada larga; muito ágil e dinâmico, rápido nos reflexos.

Machos – 61-68 cm; 45-65 Kg

Fêmeas – 56-63 cm;

37-58 Kg

Não confunda com:

Retriever-do-Labrador-preto-02  

Retriever do Labrador Preto

 

“De inteligência notável, a devoção e dedicação ao trabalho do Rottweiler são extraordinárias, assim como a obediência, incorruptibilidade, força e tenacidade. De acordo com o standard desta raça, o Rottweiler é de boa índole, calmo, muito dedicado, obediente, dócil e ansioso para trabalhar.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

STAFFORDSHIRE TERRIER AMERICANO

 Untitled design

Origem – EUA

Utilização – Cão de guarda e proteção.

Aspecto – Peito largo, musculoso, ágil, compacto.

Proporções – Médio, impressão de grande força.

Temperamento – Sem medo e seguro, muito corajoso. Fiel ao dono. Pode ser agressivo para outros cães.

Movimento – Flexível, sem movimento lateral.

Machos / Fêmeas – 43 – 48 cm

18 – 23 Kg

Não confunda com:

      Bull terrier 02

                      Bull Terrier

 

“O American Staffordshire Terrier é um cão carinhoso e dedicado à sua família, tem uma energia muito ativa e necessita de muito exercício físico. Normalmente os cães desta raça elegem um único dono e não suportam a separação em qualquer que seja a fase da sua vida.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

 

STAFFORDSHIRE BULL TERRIER

 dogs-staffordshire-bull-terrier-puppy-adorable-dog-cute-animal-pet-wallpaper-for-desktop

Origem – Grã-Bretanha

Utilização – É conhecido na Inglaterra como “nanny dog” (cão-ama), devido a afinidade e proteção dada às crianças.

Aspecto – Pêlo liso, musculoso, ativo e ágil, de grande força para o tamanho.

Proporções – Médio, impressão de grande força.

Temperamento – Valor e tenacidade insuperáveis, valente, intrépido e inteligente.

Movimento – Vigoroso e ágil, forte impulso de posteriores.

Machos/Fêmeas: 35-40 cm

Machos – 12-17 Kg

Fêmeas – 11-15 Kg

Não confunda com:

 Bouledogue Franc+¬s    Bulldog Americano          Bulldog Ingles 02

        Bulldog Francês                           Bulldog Americano                                  Bulldog Inglês

 

“Geralmente esta raça está sempre disposta a conhecer novas pessoas e também possui uma ótima reputação com crianças. Costuma dar-se bem com outros animais de estimação da casa, mas é conveniente que seja apresentado ainda filhote e necessita ser repreendido pelo dono sempre que necessário. O Staffordshire Bull Terrier pode não ser amistoso com cães e animais estranhos, portanto é muito importante socializá-lo bem. Esta raça é inteligente, persistente e ativa. Não é um bom nadador.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

TOSA INU

 Untitled design

Origem – Japão

Utilização – Cão de guarda, antigamente como cão de combate.

Aspecto – Grande tamanho, majestoso, robusto. Orelhas caídas, pêlo curto, chanfro quadrado e cauda caída, grossa na base.

Temperamento – Paciente, sangue frio, audácia e valor.

Movimento – Forte e vigoroso

Machos – + de 60 cm

Fêmeas –  + de 55 cm

Cerca de 40 Kg

Não confunda com:

 Mastim-inglês-01  Leão da Rodésia Rhodesian Ridgeback  Broholmer dinamarquês (1)

       Mastim Inglês                            Leão da Rodésia                    Broholmer Dinamarquês

Dogue-alemão-01

       Dogue Alemão

 

“O Tosa Inu é um cão muito apegado à família e boa companhia para pessoas ativas, que estão acostumadas a lidar com cães, e famílias com crianças maiores, sendo gentil e paciente com elas. Perto de estranhos é reservado.”

Saiba mais sobre esta raça – clique AQUI!

 

Agora que sabe mais sobre estas raças, leia o que diz a legislação portuguesa: Cães potencialmente perigosos – o que diz a Lei?

 

Fonte: Planeta Animal 

 

 

Recommended Posts